Miriam Leitão: não dá pra saber se Temer chega até o fim de 2017

"Entramos no ano sem saber se o presidente será o mesmo ao fim destes 12 meses. Este é o segundo ano em que temos essa dúvida inicial. O andamento da Lava-Jato e do processo no Tribunal Superior Eleitoral podem definir uma situação inédita no país que é um mesmo mandato com 'dupla vacância', como diz a Constituição. Esse é o ponto principal da incerteza política e econômica de 2017", diz a jornalista Miriam Leitão

Brasília - DF, 13/10/2016. Presidente Michel Temer durante entrevista para Miriam Leitão da Globo News. Foto: Marcos Corrêa/PR
Brasília - DF, 13/10/2016. Presidente Michel Temer durante entrevista para Miriam Leitão da Globo News. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – No artigo O ano da dúvida, a colunista Miriam Leitão afirma que não dá para saber se Michel Temer chegará ao fim de 2017 na presidência da República.

"Entramos no ano sem saber se o presidente será o mesmo ao fim destes 12 meses. Este é o segundo ano em que temos essa dúvida inicial. O andamento da Lava-Jato e do processo no Tribunal Superior Eleitoral podem definir uma situação inédita no país que é um mesmo mandato com 'dupla vacância', como diz a Constituição. Esse é o ponto principal da incerteza política e econômica de 2017", diz ela.

Em caso de queda de Temer, Miriam sugere eleição indireta, mas deixa a porta entreaberta para uma eventual mudança. "A ideia de um governante escolhido pelo atual Congresso parece intolerável do ponto de vista da opinião pública, mas é isso o que, até o momento, estabelece a Constituição para a dupla vacância na segunda metade do mandato."

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email