MP vai ajudar 24 países a investigar construtoras brasileiras

O Ministério Público Federal mostrou disposição em ajudar 24 países a investigar construtoras brasileiras; nesta semana, uma desembargadora peruana, que coordena o combate a corrupção no país andino, visitou a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e em Brasília; empresas da construção civil, já profundamente abaladas com a Lava Jato, devem sofrer sanções também no exterior

Odebrecht
Odebrecht (Foto: Giuliana Miranda)

247 - As empresas brasileiras de construção civil, já arrasadas pela Lava Jato, acumulando centenas de milhares de demissões desde 2014, devem sofre mais um golpe. 

O Ministério Público Federal mostrou disposição em auxiliar 24 países a investigar as empreiteiras brasileiras por corrupção. 

As informações são do G1.

"A desembargadora Susana Casteneda, que coordena 14 juízes do Núcleo Especializado em Crimes de Corrupção no Peru, visitou a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba (PR) e em Brasília (DF).

Além do Peru, outros 23 países já pediram ao Ministério Público Federal (MPF) do Brasil ajuda para investigar casos de corrupção envolvendo a atuação de empreiteiras brasileiras no exterior.

Susana Casteneda contou que ficou impressionada com o volume de trabalho e com a agilidade do processo eletrônico, que fica disponível na internet, incluindo os vídeos dos depoimentos prestados à Justiça Federal do Paraná, onde correm os processos da Lava Jato na primeira instância.

Para a desembargadora, é necessário que a população e os meios de comunicação se interem de imediato, sobretudo para a transparência dos processos. "Considero importantíssimo", disse."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247