Na retranca, Itaú Unibanco vê seu lucro encolher

Resultado do banco caiu 7% no ano passado; na semana passada, o presidente da instituição financeira, Roberto Setúbal, foi se explicar à presidente Dilma Rousseff; Itaú foi quem mais resistiu à política de cortes nas taxas de juros e havia a suspeita de que estivesse por trás de uma campanha contra o ministro da Fazenda, Guido Mantega

Na retranca, Itaú Unibanco vê seu lucro encolher
Na retranca, Itaú Unibanco vê seu lucro encolher
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira que encerrou 2012 com lucro líquido de 13,594 bilhões de reais, queda de 7% em relação a 2011. Os ativos totais alcançaram a marca de 1,014 trilhão de reais. O resultado caiu porque o banco comandado por Roberto Setúbal tem sido um dos mais conservadores nos últimos anos. Resistiu à política de queda dos juros, travou empréstimos e perdeu espaço para concorrentes públicos e privados.

Na semana passada, Setúbal, que havia ficado de fora da leva de encontros da presidente Dilma Rousseff com empresários, antes do anúncio da redução das tarifas de energia, solicitou um encontro para se explicar.

De todas as instituições financeiras, o Itaú Unibanco foi a que mais resistiu à política de cortes nas taxas de juros. Com o ex-ministro Pedro Malan no seu conselho, o banco é associado à época de ouro do Consenso de Washington, em que os bancos emprestavam pouco e tinham ganhos gigantescos com operações de tesouraria. A corretora do Itaú também fez apostas pesadas na queda das ações da Eletrobrás.

A resistência do Itaú Unibanco às mudanças, no entanto, foi além. No Planalto, muitos enxergam no banco a origem à campanha pela demissão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, com reportagens em publicações internacionais, como The Economist e Financial Times, seguidas de vários artigos, com a assinatura do Instituto Millenium, na imprensa local. Seu economista-chefe, Ilan Goldfajn, ex-diretor de política monetária do Banco Central, tem sido também um dos mais pessimistas analistas econômicos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247