Nelson Jobim é o novo sócio do BTG

Ex-ministro da Justiça e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim deverá cuidar das áreas de relações institucionais e políticas de "compliance", para “blindar” a governança; em novembro do ano passado, André Esteves, ex-controlador do BTG Pactual, foi preso após ser acusado de interferir nas investigações da Lava Jato

Ex-ministro da Justiça e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim deverá cuidar das áreas de relações institucionais e políticas de "compliance", para “blindar” a governança; em novembro do ano passado, André Esteves, ex-controlador do BTG Pactual, foi preso após ser acusado de interferir nas investigações da Lava Jato
Ex-ministro da Justiça e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Nelson Jobim deverá cuidar das áreas de relações institucionais e políticas de "compliance", para “blindar” a governança; em novembro do ano passado, André Esteves, ex-controlador do BTG Pactual, foi preso após ser acusado de interferir nas investigações da Lava Jato (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O BTG Pactual anunciou ontem que o ex-ministro Nelson Jobim se tornou sócio e membro do conselho de administração do banco.

Ex-ministro da Justiça e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Jobim deverá cuidar das áreas de relações institucionais e políticas de "compliance", para “blindar” a governança.

Em novembro do ano passado, André Esteves, ex-controlador do BTG Pactual, foi preso após ser acusado de interferir nas investigações da Lava Jato.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247