No feirão de Parente, Petrobras vende ativo por menos da metade do que pagou

Petrobras vendeu sua participação na produtora de açúcar e álcool Guarani para a francesa Tereos por menos da metade do valor que havia pago pela compra da empresa. Em 2010, a Petrobras havia adquirido uma participação de 45,7% a Guarani da mesma Tereos por R$ 1,6 bilhão. A venda de 45,97% da participação acionária da estatal foi concretizada nesta quarta-feira (28) por apenas US$ 202 milhões; sem alcançar a meta de  captar US$ 15,1 bilhões entre 2015 e 2016, presidente da companhia, Pedro Parente anunciou que irá elevar o programa de desinvestimentos para US$ 21 bilhões até 2018

Presidente da Petrobras, Pedro Parente
Presidente da Petrobras, Pedro Parente (Foto: Paulo Emílio)

247 - A Petrobras vendeu sua participação na produtora de açúcar e álcool Guarani para a francesa Tereos por menos da metade do valor que havia pago pela compra da empresa. Em 2010, a Petrobras havia adquirido uma participação de 45,7% a Guarani da mesma Tereos por R$ 1,6 bilhão. A venda de 45,97% da participação acionária da estatal foi concretizada nesta quarta-feira (28) por apenas US$ 202 milhões. A Tereos agora é a única acionária da Guarani.

A venda participação na Guarani faz parte do plano estratégico da Petrobras que prevê a saída total do mercado de biocombustíveis. O chamado programa de desinvestimentos, que prevê a venda de ativos, tem por finalidade sanear a estatal e melhorar sua capacidade de investimentos.

Apesar da venda acelerada de ativos levada a cabo pelo presidente da estatal, Pedro Parente, a Petrobras não conseguiu cumprir a meta de captar US$ 15,1 bilhões entre 2015 e 2016. O programa de venda de ativos amealhou ao todo US$ 13,6 bilhões. Nesta quarta-feira, Parente anunciou que o valor do plano de desinvestimentos foi elevado para US$ 21 bilhões até o ano de 2018.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247