CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Economia

O dia D para a União Europeia

A poucas horas da reunio dos 17 lderes da Zona do Euro sobre a crise da dvida, pacto franco-alemo firmado para aliviar os nervos do mercado

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Roberta Namour, correspondente do 247 em Paris – "Não há mais espaço para erro". Nesse clima de forte pressão, os dezessete líderes da zona do Euro vão se reunir às 13h de Paris (8h do horário de Brasília) para decidir o futuro da União Europeia. Isso tudo com uma tremenda pressão do mercado.

Não há nenhuma garantia de sucesso. Mas o dia começa com um alívio palpável, a poucas horas antes da reunião. Depois de uma maratona de mais de sete horas de discussão que terminou ontem à noite em Berlim, Nicolas Sarkozy e Angela Merkel chegaram a acordo sobre uma "posição comum". O chefe do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, juntou- se a eles no final do dia.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"O acordo franco-alemão é um pré-requisito para um compromisso Europeu, em Bruxelas", disse esta manhã na France 2 Valérie Pécresse, ministra do Orçamento e porta-voz do governo francês. "Devemos encontrar uma maneira de deter a especulação internacional e estabilizar a área do euro", afirmou por sua vez o ministro das Relações Exteriores, Alain Juppé. A situação é considerada pelo presidente do executivo europeu, José Manuel Barroso, como muito grave.

Se o grupo não encontrar uma solução definitiva para a Grécia, a Europa toda pode se contaminar. A começar pela Itália, um dos países centrais da União Europeia. Por enquanto, nenhum detalhe do acerto franco-alemão foi revelado. Mas a os vizinhos mais fracos se sentem aliviados em saber que os dois países estão, novamente, tomando as rédeas da situação.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O segundo plano de ajuda à Grécia a ser definido no dia pode chegar a um montante total de 100 bilhões de euros – diante de uma dívida que pesa 350 bilhões de euros. O acordo contará com uma contribuição do setor privado de 32 bilhões de euros em três anos – permitindo a Atenas o prolongamento da duração dos empréstimos. Diversos dirigentes de grandes bancos europeus participarão do encontro de hoje. Josef Ackermann, influente patrão do principal banco alemão, o Deutsche Bank, estará presente.

O resultado da reunião da zona do Euro só deve sair no final desta quinta-feira.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO