Parceria entre Itaú e Porto Seguro não entrega resultados

Aes da seguradora de Jayme Garfinkel despencaram, refletindo queda na rentabilidade e falta de sinergias

Parceria entre Itaú e Porto Seguro não entrega resultados
Parceria entre Itaú e Porto Seguro não entrega resultados (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Comandada pelo empresário Jayme Garfinkel, a Porto Seguro vem amargando péssimos resultados desde que foi incorporada pelo Itaú. O mau desempenho foi destacado pela revista Exame, em sua última edição. No ano passado, enquanto o lucro da Bradesco Seguros cresceu 11% e o da Sul América avançou 5%, o da Porto Seguro caiu 7%. Além disso, a participação de mercado da Porto no setor de veículos, que é seu carro-chefe, caiu de 27% para 26% no ano passado. Como resultado, as ações da empresa têm despencado. Caíram 28% em 12 meses, bem mais do que a queda de 13% da Sul-América ou de 9% do Ibovespa.

Ouvido pela reportagem da revista Exame, Garfinkel desdenhou da análise do mercado financeiro. “Os analistas que pensem o que quiserem”, afirmou. “Não vou tomar nenhuma decisão para valorizar as ações no dia seguinte”. O principal problema apontado pelos analistas é a não entrega das sinergias prometidas na época da fusão. A meta de Garfinkel prevê que, em 2014, apenas 10% das vendas serão feitas pela rede de agências do Itaú Unibanco.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email