Parente pede a Temer parar ferir lei do conteúdo local e comprar plataformas na Ásia

Um dos pilares do golpe, a entrega do pré-sal vem acompanhada da destruição da indústria nacional; a Petrobras, presidida por Pedro Parente, pediu ao governo federal para que reveja os índices de conteúdo local de mais duas plataformas projetadas para o pré-sal; se o pedido for atendido, a estatal poderá construir, provavelmente na Ásia, os cascos das embarcações dos projetos Itapu e Búzios 5

Um dos pilares do golpe, a entrega do pré-sal vem acompanhada da destruição da indústria nacional; a Petrobras, presidida por Pedro Parente, pediu ao governo federal para que reveja os índices de conteúdo local de mais duas plataformas projetadas para o pré-sal; se o pedido for atendido, a estatal poderá construir, provavelmente na Ásia, os cascos das embarcações dos projetos Itapu e Búzios 5
Um dos pilares do golpe, a entrega do pré-sal vem acompanhada da destruição da indústria nacional; a Petrobras, presidida por Pedro Parente, pediu ao governo federal para que reveja os índices de conteúdo local de mais duas plataformas projetadas para o pré-sal; se o pedido for atendido, a estatal poderá construir, provavelmente na Ásia, os cascos das embarcações dos projetos Itapu e Búzios 5 (Foto: Gisele Federicce)

247 - A Petrobras, presidida por Pedro Parente, pediu ao governo de Michel Temer para que reveja os índices de conteúdo local de mais duas plataformas projetadas para o pré-sal.

Se o pedido for atendido, a estatal poderá construir, provavelmente na Ásia, os cascos das embarcações dos projetos Itapu e Búzios 5. Com a conversa feita diretamente com o Planalto, Parente corta o caminho do debate público no Congresso sobre o tema.

As informações foram publicadas em reportagem do Estadão. "O contrato de cessão onerosa contém previsão de revisão de determinados itens, entre estes os índices de conteúdo local. Deste modo, este tema está entre aqueles a serem negociados pelas respectivas comissões de negociação, já constituídas pela Petrobrás e pelo governo", informou a estatal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247