Pernambuco está de olho em fábrica da Foxconn

Estado disputa com outros cinco a possibilidade de atrair a empresa chinesa que detm autorizao da Apple para produzir telas para IPad. A ideia dos chineses implementar duas novas plantas no Brasil. O investimento deve ser de U$ 4 bi.

Pernambuco está de olho em fábrica da Foxconn
Pernambuco está de olho em fábrica da Foxconn (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – Na última quinta-feira (5), o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, revelou que Pernambuco e outros cinco Estados estão disputando a possibilidade de atrair uma fábrica da chinesa Foxconn. A empresa detém autorização da Apple para produzir IPad. A ideia dos chineses é instalar duas novas planta no Brasil para a produção de telas touch screen. O investimento previsto é de US$ 4 bilhões, num período de seis anos.

Além de Pernambuco, estão na disputa Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. De acordo com o ministro Aloizio Mercadante, o Estado que deve receber a nova planta da Foxconn precisa ter três elementos fundamentais: energia elétrica em abundância, banda larga de altíssima qualidade e um aeroporto internacional de bom porte.

O empresário Eike Batista já estaria muito próximo de se associar a Foxconn, para desenvolver seus produtos no Brasil. Curiosamente, em novembro do ano passado, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se encontrou com Batista, no Rio de Janeiro, para discutir possíveis investimentos no Estado. Na ocasião, Campos não quis revelar o conteúdo da conversa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email