Pessimismo sobre futuro da economia bate recorde do governo Bolsonaro

Segundo pesquisa Datafolha, quatro em cada dez brasileiros (41%) acreditam que a situação econômica do país irá piorar nos próximos meses, enquanto outros 29% acham que a situação irá permanecer igual a atual

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
Jair Bolsonaro e Paulo Guedes (Foto: Marcos Correa/PR | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (19) aponta que o pessimismo dos brasileiros sobre o futuro da economia é cada vez maior. Segundo o levantamento, quatro em cada dez entrevistados (41%) acreditam que a situação econômica do país irá piorar nos próximos meses, enquanto outros 29% acham que a situação irá permanecer igual a atual. O índice referente ao pessimismo sobre o futuro é  recorde desde o início do governo Jair Bolsonaro. 

Ainda conforme o levantamento, somente 29% dos entrevistados avaliam que a situação deverá melhorar enquanto 1% não opinaram sobre o assunto. Em dezembro do ano passado, 43% avaliavam que a situação econômica do país iria melhorar, outros 31% achavam que ficaria igual e 24% pensavam em uma piora no futuro. 

O pessimismo sobre os rumos da economia  é maior entre as mulheres (465) do que entre os homens (36%), jovens entre 16 e 24 anos (45%), com ensino superior (46%) e trabalhadores com renda familiar de até dois salários mínimos (42%). 

PUBLICIDADE

A pesquisa Datafolha, realizada por telefone, ouviu 2.065 pessoas entre os dias 11 e 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email