Petrobras comunica interdição parcial da Replan após explosão

A Petrobras disse que a reguladora ANP interditou parcialmente a refinaria de Paulínia (Replan) e que está providenciando documentos e informações necessárias para a “retomada segura” da operação nas unidades não impactadas por um incêndio ocorrido há uma semana, segundo comunicado

Petrobras comunica interdição parcial da Replan após explosão
Petrobras comunica interdição parcial da Replan após explosão (Foto: Paulo Whitaker - Reuters)

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras disse nesta segunda-feira que a reguladora ANP interditou parcialmente a refinaria de Paulínia (Replan) e que está providenciando documentos e informações necessárias para a “retomada segura” da operação nas unidades não impactadas por um incêndio ocorrido há uma semana, segundo comunicado.

A medida cautelar de interdição parcial da Replan foi anunciada ainda na sexta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis. Foram mantidas liberadas as operações de utilidades, tancagem e entrega de produtos.

“A Petrobras aguardará a desinterdição das instalações pela agência, mantendo a perspectiva de início do processo produtivo para os próximos dias, uma vez que já estava tomando medidas similares às solicitadas pela ANP”, disse a empresa, reiterando “seu compromisso com a segurança operacional das suas instalações e de sua força de trabalho”.

A interdição parcial se deu em virtude do incêndio ocorrido no dia 20 de agosto, que teve como origem uma explosão no tanque de uma das unidades de águas ácidas associada à unidade de craqueamento catalítico, impactando também uma das unidades de destilação atmosférica da refinaria.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247