Petroleiras internacionais defendem Parente e arrocho contra o povo brasileiro

Entidade que fez lobby pela entrega do pré-sal, o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) defendeu a política de reajustes de preços da Petrobras, executada por Pedro Parente, principal responsável pelo caos que se instalou no País; em nota divulgada nesta segunda-feira, 28, o IBP diz que os reajustes diários promovidos por Parente são uma "forma transparente de estabelecer os preços no Brasil"

Pedro Parente IBP 
Pedro Parente IBP  (Foto: Aquiles Lins)

247 - Entidade que fez lobby pela entrega do pré-sal, o Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP) defendeu a política de reajustes de preços da Petrobras, executada por Pedro Parente, principal responsável pelo caos que se instalou no País. 

Em nota divulgada nesta segunda-feira, 28, o IBP diz que os reajustes diários promovidos por Parente são uma "forma transparente de estabelecer os preços no Brasil". 

"O preço final do combustível é composto por uma carga massiva de impostos e que o valor pago por cada um de nós se divide majoritariamente entre o refinador/importador e o Governo (Federal e estadual)", diz a entidade. 

Leia abaixo a nota na íntegra:

POSICIONAMENTO INSTITUTO BRASILEIRO DO PETRÓLEO - IBP

Diante da atual crise que impacta severamente o país, o IBP manifesta seus esclarecimentos sobre alguns pontos relativos aos preços dos combustíveis e a situação atual de desabastecimento e suas consequências graves.

O IBP, como sempre, apoia a competição e o livre mercado. Desta forma, estamos de acordo com a pratica de preços livres de combustível. Esta é uma forma transparente de estabelecer os preços no Brasil, e assim ocorre nos principais mercados globais.

Entendemos também que o preço final do combustível é composto por uma carga massiva de impostos e que o valor pago por cada um de nós se divide majoritariamente entre o refinador/importador e o Governo (Federal e estadual). Desta maneira, a solução para a atual crise somente será encontrada através do envolvimento das esferas governamentais, dada a relevância da carga de impostos.

Cabe notar que uma solução que envolva eventual tabelamento de preço significa, na prática, um ônus para os contribuintes e como já experimentamos antes com consequências catastróficas a longo prazo.

Aprovamos o engajamento de todos estes atores e vemos positivamente os avanços conseguidos até agora. Estamos monitorando e apoiando o desbloqueio de todas as vias emergenciais para manutenção dos serviços mínimos de apoio a população.

É preciso trabalhar arduamente e em conjunto para assegurar que o país volte rapidamente ao abastecimento dos setores críticos de nossas cidades garantindo energia, segurança, saúde e alimentação a todos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247