PIB da Bolívia cresceu 4,2% em 2016

Bolívia vai fechar este ano com um aumento de 4,2% do produto interno bruto (PIB), colocando o país nos primeiros lugares da América Latina, pelo quarto ano consecutivo; "Se a nossa projeção for cumprida (...) será o quarto ano consecutivo de aumento do crescimento económico", disse o ministro da Economia e Finanças, Luis Arce; investimento público administrado pelo governo central tem sido o motor da economia", afirmou; orçamento de investimento público em 2016 foi de US$ 6,395 bilhões 

Bolívia, dinheiro
Bolívia, dinheiro (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Bolívia vai fechar este ano com um aumento de 4,2% do produto interno bruto (PIB), colocando o país nos primeiros lugares da América Latina, pelo quarto ano consecutivo, disse terça-feira, durante uma coletiva de imprensa, o Ministro da Economia e Finanças boliviano, Luis Arce.

"Se a nossa projeção for cumprida (...) será o quarto ano consecutivo de aumento do crescimento económico", disse Arce, citado pelo canal de televisão ATB. O governo teve de ajustar sua previsão para o crescimento do PIB este ano, inicialmente estimado em cinco por cento, enquanto para 2017 prevê um aumento de 4,8 por cento.

"O investimento público administrado pelo governo central tem sido o motor da economia", disse a autoridade. O orçamento de investimento público foi de 6,395 bilhões de dólares este ano, com o governo central concentrando mais de 80 por cento desse montante, de acordo com o Ministério do Planejamento do Desenvolvimento.

Segundo os dados oficiais, 47% destes investimentos foi direcionada para projetos produtivos, 30% foram para infra-estrutura, 20% para a área social e 3% tinham um destino multissetorial.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email