Presidente do BNDES diz que recessão acabou. IBGE desmente

Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou que a recessão econômica do Brasil chegou ao fim; "Essa recessão não tem mais para onde ir", disse; até poucos dias atrás, ele era presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e desmentiu as declarações de Michel Temer e de vários de seus ministros que afirmaram que recessão havia chegado ao fim

Brasília- DF 22-06-2016 Presidente interino, Michel Temer, durante Cerimônia de posse do novo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE, senhor Paulo Rabello de Castro Foto Lula Marques/Agência PT
Brasília- DF 22-06-2016 Presidente interino, Michel Temer, durante Cerimônia de posse do novo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE, senhor Paulo Rabello de Castro Foto Lula Marques/Agência PT (Foto: Paulo Emílio)

247 - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou que a recessão econômica do Brasil chegou ao fim. "Essa recessão não tem mais para onde ir", afirmou Rabello em entrevista ao Canal Livre, da rede Bandeirantes. Até poucos dias atrás, ele era presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e desmentiu as declarações de Michel Temer e de vários de seus ministros que afirmaram que recessão havia chegado ao fim.

Na semana passada , o IBGE divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro havia crescido 1% no primeiro trimestre, o que segundo Rabello não era o suficiente para configurar o fim da recessão. Agora, ele disse que "governo que não comemora não está mais governando".

Ele ressaltou, ainda, que o BNDES "vai entrar em campo de chuteira e bicuda", com ou sem a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária. "Se houver demanda por investimento, o BNDES vai caprichar velocidade, celeridade para aprovação desse novo processo", assegurou.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247