Privatização da Eletrobras será prioridade do BNDES assim que aprovada no Congresso

Declaração foi feita pelo presidente do banco, Gustavo Montezano, nesta quinta-feira 5. Segundo ele, em segundo lugar na lista de prioridades está os Correios, "que é uma operação enorme, CBTU, Trensurb (ambas do setor ferroviário), as duas Ceagesp, de Minas e São Paulo". "Essas cinco são as mais relevantes hoje", diz

(Foto: BRENDAN MCDERMID/REUTERS)

247 - A privatização da Eletrobras será a prioridade número 1 do governo de Jair Bolsonaro no BNDES, assim que for aprovada no Congresso, afirmou nesta quinta-feira 5 o presidente do banco de fomento, Gustavo Montezano.

Ele citou a venda dos Correios como a segunda na lista de prioridades entre as privatizações já aprovadas. Por lei, todas as privatizações do Programa Nacional de Desestatização (PND) precisam passar pelo banco de fomento, lembra reportagem do Globo, que traz a declaração de Montezano.

"Só tratamos como prioridade uma vez que a privatização está aprovada. A Eletrobras é uma futura prioridade nossa, mas ainda não está aprovada no Congresso. Das operações que já estão incluídas no Programa Nacional de Desestatização, temos como destaque os Correios, que é uma operação enorme, CBTU, Trensurb (ambas do setor ferroviário), as duas Ceagesp, de Minas e São Paulo. Essas cinco são as mais relevantes hoje, disse.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247