Proposta do PT de reduzir juros é positiva, avalia economista

Economista da UFRJ João Sicsú avalia que "taxar os bancos que cobram juros altos é boa ideia, mas complementar", segundo ele, "o Brasil precisa de um programa emergencial de obras públicas"; "Toda proposta que vise a redução dos juros cobrados pelos bancos é, em princípio, positiva", afirmou; "O mercado não toma iniciativas para tirar economias de crises"

Proposta do PT de reduzir juros é positiva, avalia economista
Proposta do PT de reduzir juros é positiva, avalia economista (Foto: Dir.: em cima (Paulo Pinto - Ag. PT))

247 - O economista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) João Sicsú avalia que "taxar os bancos que cobram juros altos é boa ideia, mas complementar. Na situação atual, o Brasil precisa de um programa emergencial de obras públicas". "Toda proposta que vise a redução dos juros cobrados pelos bancos é, em princípio, positiva", afirmou o estudioso em texto publicado na Carta Capital.

"Cabe ser enfatizado que, em paralelo à proposta que o partido fez, o novo governo eleito deveria estimular a concorrência entre os bancos. Dois dos quatro maiores bancos comerciais brasileiros são públicos: a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Eles deveriam reduzir os juros, oferecer prazos e tarifas para 'roubar' os clientes dos bancos privados. Eles deveriam praticar a concorrência, deveriam estimular um bom combate econômico, tal como prega o mais puro liberalismo econômico", acrescentou.

O estudioso reforçou que "desempregados e endividados não têm condições de se endividar ainda mais". "Empresários não vão tomar mais crédito para produzir mais para uma economia cujo consumo e o comércio estão deprimidos. O estado de depressão econômica atual somente será superado por um programa de obras públicas de pequeno e médio porte (para que seja emergencial, rápido) que atinja todos os estados, cidades e localidades", disse. "A lição é conhecida: o mercado não toma iniciativas para tirar economias de crises. Toma iniciativas para coloca-las. É por isso que o governo deverá agir para ativar a economia por meio de um plano emergencial de obras públicas e redução das taxas de juros bancárias".

Leia a íntegra da análise

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247