Quer vender? Só depois de entregar

Reclamaes contra a Americanas.com faz justia carioca bloquear novas vendas da loja virtual

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247_O número é assustador. Mais de 30 mil pessoas registraram seu protestos nos sites de reclamação contra o descumprimento de prazos de entrega das compras feitas pela internet na Americanas.com. Os seguidos atrasos e o descaso com os consumidores fizeram o Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro deferir pedido do Ministério Público de suspender as vendas da loja virtual no Estado. Para vender, a rede varejista terá que entregar o que já foi pago. Caso não cumpra as ordens do TJ, a multa será de R$ 500 por violação de prazo e de R$ 20 mil pelo descumprimento da decisão.

A Americanas.com é reincidente. No início deste ano, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro já estava incomodado com o desrespeito ao consumidor. Na ocasião, eram mais de 23 mil reclamações registradas, muitas do período natalino. A justiça carioca determinou que se os prazos para efetuar a entrega dos produtos continuassem em atraso, a empresa deveria pagar multa no valor de R$ 500 para cada nova comprovação.

Na bolsa de valores, a notícia foi mal recebida pelos investidores. A americanas.com faz parte do grupo B2W, que também controla as marcas submarino.com, shoptime, ingresso.com, entre outras. Na quinta-feira 26, enquanto o Ibovespa subiu 1,12%, a ação BTOW3 caiu 1,53%. O papel da Lojas Americanas, que só engloba os negócios das redes físicas, tiveram bom desempenho e a LAME4 subiu 1,99% no dia. A empresa afirma que não comenta processos em andamento.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email