Reajuste de servidores terá rombo maior que o previsto: R$ 67,7 bi

Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, pasta comandada interinamente por Dyogo Oliveira, divulgou nota corrigindo o impacto do reajuste de servidores federais até 2018; revisão mostra que o gasto será de R$ 67,7 bilhões aos cofres da União, e não de R$ 52,9 bilhões, como havia sido previsto pelo governo anteriormente; segundo o ministério, o erro aconteceu porque não foram computados parte do efeito das anualizações dos reajustes concedidos nos anos anteriores, o que fez com que os valores fossem subestimados

Brasília - O secretário Executivo Interino do Ministério da Fazenda, Dyogo Henrique de Oliveira, fala durante entrevista coletiva, sobre o aumento das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis
Brasília - O secretário Executivo Interino do Ministério da Fazenda, Dyogo Henrique de Oliveira, fala durante entrevista coletiva, sobre o aumento das alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos automóveis (Foto: Paulo Emílio)

Daniel Lima; repórter da Agência Brasil - O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão divulgou hoje (14) nota corrigindo o impacto do reajuste de servidores federais até de 2018, que é de R$ 67,7 bilhões e não de R$ 52,9 bilhões como anunciado pelo governo anteriormente. O reajuste foi aprovado no dia 2 de junho pela Câmara dos Deputados.

De acordo com a nota de esclarecimento do ministério, "na tabela anteriormente divulgada, houve erro técnico na apuração dos impactos decorrentes dos reajustes concedidos no período 2017-2018. As informações divulgadas deixaram de computar parte do efeito das anualizações dos reajustes concedidos nos anos anteriores. Desta maneira, os valores apresentados para 2017 e 2018 estavam subestimados. 

O ministério destaca, ainda, que, mesmo com a correção, o impacto dos reajustes sobre a folha primária projetada para o período 2016-2018, considerados os seus efeitos anualizados, está abaixo da inflação esperada para o mesmo período.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247