Ricardo Liáo assume Coaf no lugar de Roberto Leonel, apontado como operador da Lava Jato

Banco Central anunciou nesta terça-feira, 20, a troca de comando da Unidade de Inteligência Financeira (UIF), o antigo Coaf. O servidor de carreira do BC Ricardo Liáo assume o comando do órgão, no lugar de Roberto Leonel, que repassou aos procuradores da Lava Jato dados fiscais de pessoas sem investigação oficial

(Foto: Antonio Araújo/Câmara dos Deputados)

247 - O Banco Central anunciou nesta terça-feira, 20, a troca de comando da  Unidade de Inteligência Financeira (UIF), o antigo Conselho de Controle  de Atividades Financeiras (Coaf). O servidor de carreira do BC Ricardo Liáo assume o comando do órgão, no lugar de Roberto Leonel. 

Indicado pelo ministro Sérgio Moro, Leonel foi citado no mais recente capítulo das revelações da Vaza Jato. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo e do Intercept, a força-tarefa da operação Lava Jato pedia dados fiscais sigilosos por meio de aplicativo de mensagens, sem autorização judicial, ao auditor fiscal Roberto Leonel, que na época chefiava a área de inteligência da Receita em Curitiba. Entre as pessoas investigadas ilegalmente estão pessoas próximas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (leia mais no Brasil 247). 

Nesta terça-feira, a Medida Provisória (MP) que reestruturou o Coaf entrou em vigor, após ser publicada no Diário Oficial da União. Pelo texto, a UIF será responsável por produzir e gerir informações de inteligência financeira para a prevenção e o combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e ao financiamento da proliferação de armas de destruição em massa. Terá autonomia técnica e operacional para atuação em todo o território nacional.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247