Roberto Setubal vê eleição de Marina com “naturalidade”

Presidente do banco Itaú e irmão de Neca Setubal, coordenadora do programa de governo da candidata, disse que avanço da presidenciável nas pesquisas reflete desejo de mudança da sociedade; executivo também elogiou os avanços sociais do País, mas defendeu que "queremos agora uma gestão melhor"

Presidente do banco Itaú e irmão de Neca Setubal, coordenadora do programa de governo da candidata, disse que avanço da presidenciável nas pesquisas reflete desejo de mudança da sociedade; executivo também elogiou os avanços sociais do País, mas defendeu que "queremos agora uma gestão melhor"
Presidente do banco Itaú e irmão de Neca Setubal, coordenadora do programa de governo da candidata, disse que avanço da presidenciável nas pesquisas reflete desejo de mudança da sociedade; executivo também elogiou os avanços sociais do País, mas defendeu que "queremos agora uma gestão melhor" (Foto: Gisele Federicce)

247 – O presidente do Itaú, Roberto Setubal, disse ver com "naturalidade" a eleição da ex-senadora Marina Silva à Presidência da República. A declaração foi feita ontem em discurso que celebrou os 90 anos do Itaú Unibanco, segundo relato da colunista Mônica Bergamo. A fala causou perplexidade em alguns dos convidados, segundo a jornalista.

Roberto é irmão de Neca Setubal, coordenadora do programa de governo e amiga da candidata. No discurso ele também elogiou os avanços sociais do País, que segundo ele, devem ser mantidos, e usou a palavra "mediocridade". Depois, explicou que se referia a uma "gestão pública melhor".

O executivo declarou ainda que o crescimento de Marina Silva nas pesquisas eleitorais reflete o desejo de mudança da sociedade. "A população está buscando novas alternativas além das conquistas já obtidas e consolidadas que nós temos. Nós queremos agora uma gestão melhor, com serviços de melhor qualidade", disse.

Ele não quis declarar seu voto e disse que a participação de sua irmã na campanha não tem nada a ver com o banco. "Não tem nada a ver uma coisa com a outra. O banco é uma coisa, a Marina é outra coisa e a minha irmã é outra coisa. Não tem nada a ver. Não tem nenhuma mistura aí", afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247