Rumor de alta da gasolina turbina ações da Petrobras

Ministro Edison Lobão diz que reajuste é possível neste ano, mas afirma que a decisão ainda não foi tomada

Rumor de alta da gasolina turbina ações da Petrobras
Rumor de alta da gasolina turbina ações da Petrobras (Foto: ELZA FIUZA/ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

BRASÍLIA, 8 Ago (Reuters) - O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quarta-feira que há possibilidade de aumento no preço da gasolina neste ano, mas que a decisão ainda não está tomada.

"Existe a possibilidade, não existe a decisão", disse o ministro a jornalistas, ao acrescentar que há necessidade, por parte de Petrobras, de que haja aumento.

As ações da Petrobras disparavam na Bovespa nesta quarta-feira, refletindo a expectativa de possível novo aumento de preços de combustíveis ainda neste ano.

Às 11h43, o papel preferencial subia 3,4 por cento, a 21,96 reais, e o ordinário tinha alta de 4,2 por cento, a 21,90 reais. Enquanto isso, o principal índice de ações da Bovespa subia 1,48 por cento.

O aumento a ser realizado ainda não está definido e está sendo discutido pelo Ministério da Fazenda e pelo Ministério de Minas e Energia, segundo Lobão, para que primeiro se chegue a um número ante de se tomar a decisão.

O ministro admitiu a orientação do governo para esperar um pouco para realização do aumento de forma a não haver impacto na inflação, mas que o governo pode vir a ceder diante da necessidade de um aumento.

Segundo o ministro, o aumento que foi dado no preço da gasolina não chegou ao consumidor em função da redução da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), mas ele não compensa a defasagem que a Petrobras tem em relação aos preços internacionais.

Esta diferença foi apontada como um dos motivos, mas não o principal, para o prejuízo registrado pela estatal no último trimestre, o primeiro em mais de 13 anos.

Executivos da Petrobras já afirmaram anteriormente que a meta é buscar paridade internacional para os preços dos combustíveis vendidos no Brasil.

(Por Jeferson Ribeiro, texto de Anna Flávia Rochas)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email