Sete Brasil pode perder metade da encomenda da Petrobras

Criada para construir 28 sondas para exploração do pré-sal, a empresa controlada pelo BTG, de André Esteves, possui dívida com os estaleiros que alcançou US$ 850 milhões neste mês; para entregar o contrato com a estatal, precisaria de US$ 25 bilhões – sendo que 80% desse valor viria de financiamentos; a Sete Brasil corre contra o tempo para cumprir as exigências para receber o socorro do BNDES

EC Angra dos Reis (RJ) 22/01/2014 Casco da primeira sonda do prÈ-sal chegou ao Brasil - Visita ao Estaleiro BrasFels, em Angra dos Reis, onde ser· construÌda uma das sondas de perfuraÁ¿o do prÈ-sal, encomendada pela Sete Brasil. Foto de Fabio Rossi / AgÍn
EC Angra dos Reis (RJ) 22/01/2014 Casco da primeira sonda do prÈ-sal chegou ao Brasil - Visita ao Estaleiro BrasFels, em Angra dos Reis, onde ser· construÌda uma das sondas de perfuraÁ¿o do prÈ-sal, encomendada pela Sete Brasil. Foto de Fabio Rossi / AgÍn (Foto: Roberta Namour)

247 – Criada para ser parceira da Petrobras na construção de 28 sondas para exploração do pré-sal, a Sete Brasil pode perder metade da encomenda da estatal.

Controlada pelo BTG, de André Esteves, a dívida da empresa com os estaleiros alcançou US$ 850 milhões neste mês.

Para entregar as sondas, a empresa precisaria de US$ 25 bilhões – sendo que 80% desse valor viria de financiamentos.

Sem dinheiro, a companhia corre contra o tempo para cumprir as exigências para receber financiamento do BNDES. Citada na operação Lava Jato, os bancos passaram a fazer demandas adicionais para liberar socorro.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247