Sobre crise, Itália diz que fim do túnel começa a “se iluminar”

"Nós, como o resto da Europa, nos aproximamos do fim do túnel [da crise que] começa a se iluminar", disse o primeiro-ministro Mario Monti

Sobre crise, Itália diz que fim do túnel começa a “se iluminar”
Sobre crise, Itália diz que fim do túnel começa a “se iluminar” (Foto: MAX ROSSI/Reuters)

Agência Brasil - O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, disse nesta terça-feira 31 que a Itália e o restante da Europa se aproximam do que chamou de o "fim do túnel" em uma alusão ao término das dificuldades causadas pelos efeitos da crise econômica internacional. Monti começou hoje uma série de viagens à França, Finlândia e Espanha.

"Nós, como o resto da Europa, nos aproximamos do fim do túnel [da crise que] começa a se iluminar", disse Monti. "[São] muito importantes as decisões adotadas pelos líderes europeus [em junho para o enfrentamento da crise]", acrescentou.

Ao mesmo tempo, líderes políticos de vários países da zona euro negociam para que o Mecanismo Europeu de Estabilidade possa obter de forma ilimitada empréstimos no Banco Central Europeu (BCE). Porém, a campanha tem a oposição do governo alemão e do Banco Central alemão, o Bundesbank.

A ideia é o Mecanismo Europeu de Estabilidade, com uma licença bancária para poder contrair empréstimos do BCE, comprar a dívida pública dos Estados da zona do euro. Para os alemães, é uma violação da independência do banco localizado em Frankfurt e um risco para a estabilidade monetária na zona euro. Os tratados europeus proíbem o BCE de financiar diretamente países, mas o objetivo é que isso ocorra de forma indireta.

Conheça a TV 247

Mais de Economia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247