Vendas não voltam ao normal nas regiões que reabriram o comércio

Regiões do país que relaxaram o isolamento social e reabriram o comércio estão colhendo resultados pífios, com vendas entre 40% e 45% do normal. O discurso bolsonarista quando levado à prática não está reativando a economia

(Foto: ABr | SECOM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O relaxamento do isolamento social já garantiu a abertura de 232 shoppings em 97 cidades, o equivalente a 40% dos estabelecimentos desse tipo existentes País atualmente, mas a economia não reagiu, ao contrário do que alaerdeaou Jair Bolsonaro. As vendas estão em torno de 40% a 45% do normal nas regiões do país em que o comércio reabriu.

Sete estados editaram decretos relaxando as restrições ao comércio entre abril e maio. Os estados que relaxaram as restrições foram Goiás, Espírito Santo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Maranhão. No Rio, o governo estadual permitiu o funcionamento de lojas em sistema de delivery, informa a Folha de S.Paulo.

"As vendas ainda estão bem aquém do normal", afirmou o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Marcelo Balocchi. "Tanto pela situação econômica, insegurança sobre o emprego, quanto pelo receio de contaminação", complementou. 

De acordo com estimativas do dirigente, as vendas nos municípios do interior se situem hoje em torno de 50% da média de antes da quarentena. 

O Espírito Santo vive uma situação parecida. "Tem alguns segmentos que atingiram, no máximo, 60% do que vendiam antes, mas a grande maioria não passa de 40%", disse o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri. "Definitivamente, não é o momento para a reabertura do comércio", escreveu o presidente do Sindicato dos Comerciários do Espírito Santo, Rodrigo Rocha, em uma rede social, ao criticar a liberação do funcionamento de shopping centersno estado a partir de segunda (1). 

Até em Florianópolis (SC), onde já não há registro de mortes por coronavírus há um mês, o comércio amarga vendas baixas, diz o presidente do Sindicato dos Comerciários do município, Lael Marins Nobre. "Não chega a 40% nos melhores momentos". 

Em Santa Catarina, a arrecadação em maio foi 11,5 pontos percentuais menor do que a projeção inicial, de 36,3%.

Atualmente, o Brasil está em segundo lugar no ranking mundial de confirmações da Covid-19 (587 mil) e em quarto na quantidade de mortes (32,6 mil), de acordo com a plataforma Worldometers, que disponibiliza as estatísticas de cada país afetado pela doença - são 215 nações atingidas pelo coronavírus. Ainda segundo a plataforma, 6,6 mil pessoas estão infectadas e 388 mil faleceram.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email