Auxiliares de Bolsonaro circulam vídeo de Eduardo Moreira que propõe demissão de Paulo Guedes

O economista cita que independentemente de qual justificativa seja dada para a offshore do ministro da Economia em paraíso fiscal, há indícios para demissão sumária, por justa causa. Vídeo está sendo compartilhado em grupo de mensagens de ministros e altos integrantes do governo

www.brasil247.com - Eduardo Moreira e Paulo Guedes
Eduardo Moreira e Paulo Guedes (Foto: Brasil 247 | ABr)


247- Circula entre os ministros de Jair Bolsonaro um vídeo do economista Eduardo Moreira Leite, comentarista da TV 247, em que ele sugere a demissão do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do Banco Central, Campos Neto, segundo reportagem do Poder 360.

Os nomes de Guedes e Campos Neto são citados porque os responsáveis pela política econômica do país protagonizaram o noticiário nacional e internacional após a descoberta de que eles mantêm offshores em paraísos fiscais enquanto atuam no setor público. 

O caso foi revelado pela série de reportagens Pandora Papers, produzida pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No vídeo, o economista diz que há três motivos que explicam alguém ter empresa no exterior: “Ou ela quer fugir dos impostos, ou ocultar patrimônio e não deixar que alguém saiba quanto ela tem ou se proteger de alguma ruptura econômica que vai acontecer no país”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moreira defende que Guedes e Campos Neto devem ser questionados sobre qual dos motivos eles mandaram dinheiro para fora do Brasil. E cita ainda que independentemente de qual justificativa seja dada, os três motivos já são suficientes para “demissão sumária, por justa causa”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Assista ao vídeo: 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email