"A burguesia brasileira aceitaria um golpe de estado", diz Alysson Mascaro

"Golpe de estado para a burguesia é chicote nas costas dos outros. É carne para cachorro sedento", acrescenta

www.brasil247.com - Alysson Mascaro, Lula e Bolsonaro
Alysson Mascaro, Lula e Bolsonaro (Foto: Reprodução/Facebook | REUTERS/Diego Vara | REUTERS/Ueslei Marcelino)


247 – O jurista Alysson Mascaro, professor da Universidade de São Paulo, avaliou, em entrevista ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, a encruzilhada história do Brasil, enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta restaurar o pacto democrático e Jair Bolsonaro retoma, com ajuda dos militares, suas ameaças golpistas. "A burguesia brasileira aceitaria um golpe de estado. Golpe de estado para a burguesia é chicote nas costas dos outros. É carne para cachorro sedento", diz ele.

Mascaro também afirmou que a conciliação entre capital e trabalho não é mais possível. "A única saída para enfrentar o capital é a mobilização de massas. Disputar eleições com o respeito de instituições controladas pelo capital é o piso e também o teto da esquerda no Brasil", acrescentou.

Na entrevista, o professor falou sobre o quadro político na América Latina. "A Colômbia de 2022, onde Gustavo Petro venceu, me lembrou muito o Brasil de 1989. No Chile, Gabriel Boric não está muito ligado a mudanças materiais. Por isso, ele pode se dissolver. Conquistas negociadas com os liberais são muito pequenas e fugazes", apontou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O professor também afirmou que não há momento ideal para se chegar ao socialismo. "Todo momento tem as contradições insolúveis do capitalismo e a América Latina já está na onda de desencanto do neoliberalismo. Mascaro disse ainda que Lula, caso vença as eleições, poderá ser Pelé ou Garrincha, na relação com o grande capital. Pelé, ainda que craque, traria lances já conhecidos, enquanto Garrincha poderia desconcertar a burguesia brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email