“A fala de Mourão sobre Ustra prepara o terreno para uma nova ditadura”, diz Rui Costa Pimenta

Para o presidente do PCO, o governo Bolsonaro promove diversas “propagandas” para abrir caminho para a implementação de um regime ditatorial no Brasil. Ele disse à TV 247 ainda que a aproximação de Bolsonaro com o STF, Congresso e Centrão facilitam o caminho nesta direção. “Na medida em que o Bolsonaro se consolida, a ameaça de que isso daqui termine em uma ditadura é cada vez maior”. Assista

Rui Costa Pimenta, Carlos Alberto Brilhante Ustra e Hamilton Mourão
Rui Costa Pimenta, Carlos Alberto Brilhante Ustra e Hamilton Mourão (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente do PCO, Rui Costa Pimenta, em entrevista à TV 247, afirmou que a declaração do vice-presidente, Hamilton Mourão, sobre o torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra é mais um ato do governo federal para abrir caminho para a instauração de uma nova ditadura no Brasil.

“Essa propaganda já vem de antes do golpe de 2016. Como toda propaganda, a função dela é preparar o terreno. Se você elogia o Ustra, se você mostra o assassinato do Che Guevara em boas luzes, você está preparando o terreno para o quê? Para uma ditadura de torturadores, assassinos e tudo mais. É isso que eles estão fazendo”, falou.

Rui disse, porém, que um regime ditatorial possivelmente planejado por Bolsonaro não deve ser colocado em prática tão cedo. “Isso quer dizer que eles estão preparando para estabelecer amanhã ou mês que vem um ditadura desse tipo? Não, mas eles estão preparando o terreno. Isso é mais ou menos claro. A ditadura, o governo de força, o governo que seria uma ditadura de militares de características fascistas, ou não, é uma alternativa fundamental para a burguesia na atual situação política”.

Contrariando visões de que Jair Bolsonaro tenha sido domesticado pelo Centrão e pelas instituições, o presidente do PCO o vê cada vez mais forte para implementar um regime de força no País, já que agora Bolsonaro conseguiu arrefecer suas divergências com o Supremo Tribunal Federal (STF) e conquistou também diversos aliados no Congresso Nacional. “As ditaduras, principalmente em um país como o Brasil, elas estiveram apoiadas e aliadas com setores políticos tradicionais de direita. Essa cambada que apoia o Bolsonaro é tudo um pessoal político para uma ditadura. Por que ele estaria se subordinando a eles e não eles se subordinando ao Bolsonaro? Não faz muito sentido. O governo continua na mão dos militares. Esses políticos aí não são democratas, eles são de direita. O Bolsonaro tem um controle sobre o Congresso com essa aliança com essa bancada, tem o governo federal, e na questão do STF ele vai indicar uma pessoa agora e a balança se desequilibra em favor dele também. Na medida em que o Bolsonaro se consolida, a ameaça de que isso daqui termine em uma ditadura é cada vez maior”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à análise de Rui Costa Pimenta a íntegra:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247