Alysson Mascaro: o Brasil está colhendo os frutos do golpe de 2016

"Ao semear vento, estamos colhendo tempestade", diz o professor e filósofo do Direito, ao comentar o choque entre bolsonarismo e STF

www.brasil247.com - Alysson Mascara, Bolsonaro e Alexandre de Moraes
Alysson Mascara, Bolsonaro e Alexandre de Moraes (Foto: USP | PR | STF)


247 – O filósofo do Direito Alysson Mascaro, professor da Universidade de São Paulo, avaliou, em entrevista ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, que o choque recente entre bolsonarismo e as instituições republicanas é resultado do colapso institucional decorrente do golpe de estado de 2016, contra a ex-presidente Dilma Rousseff. "O Brasil está colhendo os frutos do golpe de 2016", diz ele. "Ao semear vento, estamos colhendo tempestade".

Mascaro explica também que o grande movimento da política e das instituições é totalmente controlado pelo capital e acrescenta que as forças armadas têm algo que os demais golpistas não tinham: as armas. "Estamos assistindo à consolidação do golpe em mãos militares", avalia. "A burguesia nacional está consorciada ao capital internacional. Todas as instituições participaram do golpe. E as forças armadas nunca foram confrontadas no Brasil", acrescenta.

A despeito da crise, Mascaro diz que o Brasil terá eleições neste ano. "O custo de não haver eleições seria muito alto", afirma. Entretanto, ele faz um alerta. "Não estamos mobilizando o povo e isso me dá desespero. Provavelmente teremos ações de abuso eleitoral, perseguições judiciais a figuras da esquerda, abuso econômico e violência política. Não haverá limites para a escalada", diz ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O caso Daniel Silveira

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mascaro também fez seus comentários ao comentar a crise aberta pela graça concedida por Jair Bolsonaro ao deputado Daniel Silveira (PTB-RJ). "Imaginem se oito anos atrás, houvesse uma graça concedida pela ex-presidente Dilma? Era o fim do Brasil. A decisão da semana passada está sendo naturalizada", diz ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O professor também afirma que as forças de esquerda não devem confiar completamente nas instituições."As instituições não operam na base da gratidão, operam na base da pressão", diz ele. "Se não mobilizarmos o povo agora, eles ganham as eleições e virão quatro anos de maior destruição."

Mascaro, no entanto, aponta um aspecto positivo. "Até a semana passada, a luta de esquerda estava iludida de que as águas seriam mansas. Repentinamente, o cenário mudou. Perdemos as ilusões", diz ele. O professor diz ainda que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é invencível eleitoralmente e que ele é que será atacado pelas forças obscurantistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email