Bolsonaro destrói a "marca Brasil" e atrapalha exportações, diz ex-ministro Rubens Ricupero

Rubens Ricupero afirmou à TV 247 que a linha negacionista do governo Jair Bolsonaro sobre o desmatamento e as queimadas nas florestas brasileiras chega como uma atitude agressiva a agentes externos e, por consequência, “estimula uma hostilidade maior no exterior contra os nossos produtos”. Assista

Jair Bolsonaro e Rubens Ricupero
Jair Bolsonaro e Rubens Ricupero (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro Rubens Ricupero disse à TV 247 que a inação do governo Jair Bolsonaro diante das queimadas e do desmatamento das florestas brasileiras já atrapalha, e pode atrapalhar ainda mais, a exportação de produtos nacionais.

Ricupero explicou que “a linha do governo continua sendo a linha de negar a realidade, não aceitar que seja o problema, e é claro que isso funciona como uma espécie de provocação. É uma atitude agressiva que estimula uma hostilidade maior no exterior contra os nossos produtos”.

Ele contou que já há relatos de exportadores de maçã no Brasil que foram prejudicados em razão da deterioração da “marca Brasil”. “O que me dá tristeza é ver que nós estamos destruindo o que nós poderíamos chamar de ‘marca Brasil’, isto é, cada país tem uma marca, a ‘marca Brasil’ era uma marca positiva, agora ela passa a ser negativa. Já há exportadores brasileiros de maçã de Santa Catarina, do Rio Grande, que viram seus negócios cancelados ou receberam advertências da Europa porque eles dizem: ‘nós sabemos que vocês não estão na Amazônia, mas se nós colocamos na prateleira de um supermercado o produto de vocês dizendo que é produto do Brasil, nós corremos o risco que um bom número de clientes boicote esse produto’”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à fala de Rubens Ricupero na íntegra:

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247