“Bolsonaro nos dá a trilha da corrupção com seus sigilos”, diz Liana Cirne Lins

Jurista diz que crimes de Bolsonaro estão exatamente nas ações que ele esconde. Assista na TV 247

www.brasil247.com -
(Foto: Guga Matos | Clauber Cleber Caetano/PR)


247 - A vereadora do Recife Liana Cirne Lins criticou, em entrevista à TV 247, o sigilo que Jair Bolsonaro impôs sobre as informações e dados referentes aos servidores públicos lotados no gabinete regional da Presidência no Rio de Janeiro. O local, que já consumiu cerca de R$ 1,7 milhão em salários, foi criado para que  Bolsonaro pudesse despachar durante viagens ao seu reduto eleitoral, porém nunca foi utilizado por ele desde que foi criado, em 2019.

>>> Bolsonaro impõe sigilo de 5 anos sobre funcionários lotados no gabinete da Presidência no Rio

“Ele está na verdade nos dando a trilha da corrupção”, observou a professora de Direto. “Você segue a trilha do dinheiro, e descobre os crimes. No caso do Bolsonaro, você segue a trilha do sigilo que você vai descobrir os crimes”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Além da discricionariedade do administrador, há requisitos para que você possa impor sigilo. O interesse público fica acima da imposição de sigilo. O sigilo seria para resguardar a segurança da pessoa envolvida, ou porque há interesses nacionais que justificariam esse sigilo. Mas esses interesses nacionais podem ser crivo de avaliação jurídica. Esses sigilos deverão cair, eles não têm fundamento jurídico nenhum. O fundamento é o Bolsonaro tentando apagar as lambanças que ele faz. Acredito que isso só será possível de ser feito a partir de 2023, quando o Lula for presidente da Repúblicas e voltarmos a ter um cenário de estabilidade institucional e equilíbrio entre os poderes”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email