Lobby sionista está em ofensiva contra a liberdade de expressão, diz Carlos Latuff

Cartunista comentou a censura sofrida pelo jornalista Breno Altman. 'É uma estratégia manjada'. Assista na TV 247

Conib | Carlos Latuff
Conib | Carlos Latuff (Foto: Reprodução | Felipe L. Gonçalves/Brasil247)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O cartunista Carlos Latuff, um dos maiores ativistas mundiais da causa palestina, contou em entrevista à TV 247 o histórico das tentativas de cancelamento que sofreu por parte de grupos sionistas. Ele afirmou que o Brasil é um dos alvos de lobbies sionistas, comentando a censura sofrida pelo jornalista Breno Altman

'O lobby sionista tenta colar em você a pecha de antissemita quando você se levanta contra as políticas do Estado de Israel. O próprio Jimmy Carter já foi chamado de antissemita por criticar o apartheid, Desmond Tutu também... O fio é que todos eles têm algo em comum, criticaram as políticas do Estado de Israel', disse Latuff. 

continua após o anúncio

Segundo Latuff, a função de organizações como a Conib é criminalizar o discurso crítico a Israel para acobertar os crimes do regime sionista. 'É uma estratégia manjada, em um momento que Israel está bombardeando escolas, hospitais, mesquitas e igrejas, matando milhares de crianças. Eles não conseguem justificar seu barbarismo, e tentam silenciar e criminalizar as críticas ao holocausto de Gaza. O sionismo é uma ideologia colonial e racista, e ser contrário a isso não equivale a antissemitismo. A função dessas organizações é se colocar contra a liberdade de expressão de criticar o Estado de Israel', disse Latuff. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247