"Não dá para acreditar na boa fé de Bolsonaro", diz Joaquim de Carvalho

"Um acordo com ele lembra o acordo que muitos fizeram com Hitler em 1938", ressaltou o jornalista Joaquim de Carvalho no Bom Dia 247. Confira

www.brasil247.com - Joaquim de Carvalho e Jair Bolsonaro
Joaquim de Carvalho e Jair Bolsonaro (Foto: Brasil247 | ABr)


247 - Comentando a declaração do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que afirmou ser preciso acreditar na “boa fé” de Jair Bolsonaro, o jornalista Joaquim de Carvalho, no Bom Dia 247, afirmou que trata-se de um grave erro. “As autoridades como Gilmar estão cometendo um erro histórico que garantiu a ascensão do nazismo”, afirmou.

O jornalista lembrou do ex-ministro do STF Celso de Mello, que comparou a "Declaração à Nação" redigida por Michel Temer e assinada por Bolsonaro na última quinta-feira ao Acordo de Munique, firmado em conferência organizada por Adolf Hitler em setembro de 1938.

“O Hitler em 1938 também fez um recuo estratégico, se reuniu com autoridades da Inglaterra, da Itália e da França”, disse Joaquim, que lembrou das vésperas da Segunda Guerra Mundial, quando, através dos acordos, as potências mundiais acreditavam que Adolf Hitler, líder da Alemanha nazista, iria recuar e para com as invasões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo Joaquim, “por conta desse acordo, Hitler ganha musculatura, invade a Polônia, invade a França e tenta invadir a União Soviética”. O jornalista ressaltou que foi um erro conciliar com Hitler, pois “não se faz acordo com nazista”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Gilmar está parecendo o Chamberlain”, disse Joaquim de Carvalho, lembrando do ex-primeiro-ministro inglês Arthur Neville Chamberlain, que fez o acordo com Hitler para que recuasse, o que não ocorreu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não dá para acreditar na boa fé do Bolsonaro. Ele virou o que virou por conta das pessoas acreditarem na boa fé e nos recuos dele”, disse o jornalista. “Ele recua sim, mas vai avançando sempre, por isso Flávio Bolsonaro disse para confiar, porque sabe o que está fazendo”, declarou.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email