“Não há chance para a paz no curto prazo, mas Lula acerta ao apontar o caminho”, diz Breno Altman

Os Estados Unidos e a OTAN estão inclinados ao caminho bélico, reforça o jornalista

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Ricardo Stuckert/PR)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O jornalista Breno Altman, editor do Opera Mundi, elogiou a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cúpula do G7 em Hiroshima. Durante sua participação, Lula fez críticas contundentes ao mecanismo de coordenação internacional, no qual os países do Sul Global são excluídos. Ele apontou para a concentração de poder nas mãos dos países do G7, que ditam as regras do jogo no mundo capitalista.

No que diz respeito ao conflito na Ucrânia, Lula defendeu uma solução pacífica para a guerra em curso na região. Essa posição pró-paz, embora recebesse aplausos moderados da Rússia, causou incômodo nos países ocidentais. Lula destacou que o discurso do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deixou clara a aposta do G7 em uma escalada militar na crise ucraniana.

continua após o anúncio

Altman considerou que as posições de Lula foram coerentes e consistentes ao longo da cúpula. No entanto, ele expressou sua preocupação ao afirmar que não vê chances de paz, apesar de Lula defender essa solução. Altman destacou que os Estados Unidos e a OTAN parecem apostar em uma abordagem militar para lidar com o conflito. Assista:

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247