Entrevistas

"O BNDES é o pilar central da agenda verde", diz Aloizio Mercadante

Presidente do BNDES vê o banco de fomento como a instituição central no processo de transição energética

Imagem Thumbnail
(Foto: ABR)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O economista Aloizio Mercadante, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destacou em uma entrevista no programa "Bom Dia 247" a importância fundamental do BNDES na agenda verde do Brasil. Com a mediação dos jornalistas Leonardo Attuch, Tereza Cruvinel e Dafne Ashton, Mercadante ofereceu insights sobre o papel do banco no desenvolvimento sustentável e na transição energética do país.

Iniciando a conversa, Mercadante enfatizou a trajetória histórica do BNDES no crescimento econômico do Brasil. "O BNDES tem um papel histórico no desenvolvimento do Brasil e na nossa industrialização", disse ele, apontando como o banco foi essencial para estabelecer a matriz energética mais limpa do mundo no Brasil. "Sem o BNDES, o Brasil não teria alcançado esse feito", ressaltou.

Olhando para o futuro, Mercadante delineou uma visão progressista para o banco. "O BNDES do futuro é verde, inclusivo e com valorização da diversidade", declarou, indicando um compromisso renovado com a sustentabilidade e a inclusão social.

O aumento de 43% nos desembolsos do BNDES foi outro ponto de destaque na entrevista, demonstrando a capacidade do banco em impulsionar investimentos. Mercadante anunciou a aprovação de R$ 52 bilhões em investimentos em infraestrutura neste ano, com a indústria liderando o crescimento.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A colaboração internacional, segundo Mercadante, foi outro ponto destacado. Ele citou o sucesso na obtenção de quase US$ 3 bilhões com o banco do BRICS, presidido pela ex-presidente Dilma, e um acordo de US$ 1 bilhão com a Alemanha para investimento em hidrogênio verde.

Sobre a questão climática, Mercadante foi otimista quanto à posição do Brasil. "Estamos no caminho para ser o primeiro país a cumprir a meta de emissões", afirmou, destacando também os esforços para o reflorestamento produtivo da Amazônia.

Ele expressou confiança no crescente interesse internacional no Brasil e no respeito ao presidente Lula, mencionando os planos de apresentar grandes fundos de investimento. Além disso, revelou que o BNDES já possui uma carteira de R$ 32 bilhões em cooperação com cooperativas de crédito, marcando avanços significativos no setor.

Mercadante também descreveu o BNDES como "uma fábrica de projetos" e criticou a ideia de privatização de presídios, considerando-a inadequada para o Brasil. Assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO