Botafogo terá de apelar para recuperação judicial após frustração de projeto de S/A

O clube da capital carioca não conseguiu arrecadar o suficiente para negociar dívidas, o que frustrou o projeto de sociedade anônima (S/A), tornando o caminho da recuperação judicial mais provável; se não for bem-sucedido, o clube pode ser rebaixado para a última divisão

Honda. Botafogo x Goias pelo Campeonato Brasileiro no Estadio Nilton Santos. 19 de Outubro de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Honda. Botafogo x Goias pelo Campeonato Brasileiro no Estadio Nilton Santos. 19 de Outubro de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Botafogo, assim como muitos outros clubes brasileiros, se encontra em situação financeira frágil, buscando formas alternativas de financiamento. Um dos projetos mais aguardados pelos botafoguenses era o de sociedade anônima, que, desde que parte da dívida de R$1 bilhão fosse parcialmente quitada, previa investimentos externos no clube, mas contando com o retiro de dividendos. 

Este caminho, conforme apontado no Blog do Rodrigo Capelo, era o “plano A” da diretoria, mas nem mesmo o montante concordado nas negociações da dívida (R$250 milhões) foi arrecadado, o que barrou a medida. Uma das principais causas, é claro, foi a crise gerada pela pandemia, que reduziu a renda dos times drasticamente pela proibição de torcedores nos estádios.

Assim, o “plano B”, de recuperação judicial, terá de ser acionado. Este envolve renegociação da dívida em troca de uma reestruturação do clube, feita com intermediação da Justiça. No entanto, para tal, uma série de restrições teriam de ser superadas. A mais forte é a de que, caso a proposta botafoguense por credores seja recusada, a falência será decretada, o que rebaixaria para a última divisão do futebol brasileiro.  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247