Casagrande condena contratação de Robinho: “sociedade tem que parar de aceitar sacanagem como qualquer coisa normal” (vídeo)

O comentarista Walter Casagrande desabafou no Globo Esporte desta sexta-feira (16) contra a contratação de Robinho pelo Santos, dizendo também que problemas parecidos afetam vários setores da sociedade brasileira

(Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O comentarista de futebol Walter Casagrande Jr. disparou no Globo Esporte desta sexta-feira (16) contra a contratação de Robinho, fechada no último final de semana pelo Santos. Ele disse:

"Eu não aceito, eu não vou me calar. Eu sou uma voz, eu sou inquieto e não vou me calar perante esse tipo de coisa. Não estou preocupado com consequências de nada do que eu falo, estou falando fatos. Eu não estou inventando e nem atacando ninguém”. 

"Estou assustado com a sociedade brasileira, não é um apedrejamento do Robinho. É um apedrejamento da moral da sociedade brasileira, não se pode inverter os valores. O Robinho está condenado com nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Recorreu, mas nesse momento ele é condenado”, acrescentou Casagrande. 

“Eu fico assustado com o que acontece no Brasil. O Brasil solta traficante, o vice-líder do governo é preso com dinheiro na cueca, a Carol Solberg, por se manifestar politicamente, a CBV [Confederação Brasileira de Voleibol] faz censura, e o Santos contrata um jogador que é condenado por estupro”.

“Acho que a sociedade tem que parar de aceitar sacanagem como qualquer coisa normal. Eu não aceito, me posiciono e não estou preocupado. Eu sou um dos muitos com voz de resistência, e a minha voz de resistência não vai se calar perante um absurdo desse”, finalizou o comentarista.

Robinho foi condenado em primeira instância por estupro em 2017, e sua contratação pelo Santos no último final de semana vem sendo muito criticada.

Assista ao vídeo do desabafo: 


Inscreva-se na TV 247 e assista a boletim sobre o caso de Robinho:


A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247