Casagrande rebate Neymar após jogador debochar de sua antiga dependência química: “perversidade”

“Ele já demonstrou diversas vezes ser uma pessoa que não tem a mínima preocupação com o próximo”, disse o comentarista esportivo

www.brasil247.com - Walter Casagrande
Walter Casagrande (Foto: Reprodução (Instagram))


247 - O ex-jogador Walter Casagrande escreveu um artigo em sua coluna no portal UOL nesta quarta-feira (9) criticando a postura de Neymar, que curtiu uma postagem de um internauta debochando da antiga dependência química de Casagrande. A curtida foi desfeita, mas o print já estava viralizado nas redes.

“Todos sabem o problema sério que tive com a minha dependência química no passado. Já dei inúmeras entrevistas sobre essa doença, que é gravíssima. É classificada como uma doença progressiva, crônica e fatal”, iniciou o ex-atleta.

“Esse é um assunto muito sério, no mundo inteiro, não só aqui no Brasil. Entre 10 dependentes, no máximo dois conseguem se recuperar. Estou limpo há muitos anos. Não bebo, não fumo, e, obviamente, estou muito distante das drogas”, destaca.

Ele reforça que “tenho uma vida saudável, treino no mínimo três vezes por semana, e me dedico muito a passar a minha história para frente, com a intenção de esclarecer e ajudar o máximo de famílias possíveis”.

Casagrande recorda que Neymar “já demonstrou diversas vezes ser uma pessoa que não tem a mínima preocupação com o próximo. Nunca incentivou a vacinação. Apesar de ter muito dinheiro, não se mexeu para ajudar as pessoas de Manaus que durante a pandemia estavam morrendo por falta de oxigênio. Não gastou um centavo para comprar um tubo de oxigênio, como fez o Richarlison, por exemplo. Organizou festas em plena pandemia”.

“As críticas que faço ao Neymar sempre foram em cima de fatos, nunca usando qualquer tipo de problema pessoal que ele tenha. Portanto, Neymar, se a sua intenção foi me causar algum mal emocional, mostrando todo o seu lado preconceituoso, isso não aconteceu”, diz ele. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247