Guedes diz que árabes querem comprar clubes brasileiros: Flamengo, Palmeiras e Vasco estariam na lista

O ministro da Economia concedeu a declaração durante viagem aos Emirados Árabes. De acordo com o titular da pasta, os empresários árabes estariam "examinando" a aquisição de dois clubes brasileiros. Flamengo, Palmeiras e Vasco estariam na lista

Paulo Guedes
Paulo Guedes (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na última quinta-feira (18) que um grupo dos Emirados Árabes Unidos teria anunciado a autoridades brasileiras a possibilidade de comprar dois clubes de futebol brasileiros. De acordo com o titular da pasta, os empresários estariam "examinando" a aquisição.

Durante um discurso, o ministro se confundiu ao falar do Manchester United, clube inglês que nunca pertenceu a árabes e sim a estadunidenses. Os relatos dele foram publicados em reportagem do portal Uol.

"Eles compraram o Manchester United, levaram o Cristiano Ronaldo", começou Guedes, equivocadamente. "Então pensei 'vem ser sócio do Flamengo'. E aí um vascaíno falou 'não, vem para o Vasco'. Eu falei que [se for para o Vasco] vai perder dinheiro. E tinha outro palmeirense que falou para comprar o Palmeiras. Eles anunciaram que vão comprar dois times, estão examinando. Então eles vêm", disse.

PUBLICIDADE

A aquisição de clubes brasileiros por grupos econômicos, após o Congresso Nacional aprovar nas últimas a lei da Sociedade Anônima do Futebol (SAF). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email