Justiça de SP absolve Najila e ex-marido da acusação de fraude no caso Neymar

Judiciário de São Paulo absolveu a modelo Najila Trindade e o seu ex-marido Estivens Alves da acusação de fraude processual no caso envolvendo o jogador Neymar, que ela acusou de estupro e agressão num encontro em Paris

Najila e Neymar
Najila e Neymar (Foto: Reprodução | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A juíza Ana Lucia Fernandes Queiroga, da 31ª Vara Criminal do Fórum da Barra Funda, na Zona Oeste da capital paulista, decidiu na terça-feira (17) pela absolvição da modelo Najila Trindade e do ex-marido dela, o também modelo Estivens Alves. Tratava-se de uma acusação de fraude processual no caso envolvendo o jogador Neymar, que ela acusou de estupro e agressão num encontro em Paris, na França, em 15 de maio de 2019. 

O Ministério Público (MP-SP) havia denunciado o ex-casal alegando que os dois teriam tentado dificultar as investigações da Polícia Civil. Para a Justiça, ela e o ex-marido também teriam atrapalhado as apurações sobre os supostos estupro e arrombamento do apartamento da modelo, de onde teria sido furtado um tablet com imagens.

Estivens também foi absolvido da acusação de crime de divulgação de conteúdo erótico. Ele havia exibido imagens da ex-mulher em troca de publicações sobre ele na internet.

Em setembro do ano passado, a Justiça rejeitou a acusação do Ministério Público por denunciação caluniosa e extorsão contra Najila.

Em outubro de 2020, o Judiciário do Rio determinou o arquivamento do inquérito aberto contra Neymar pelo vazamento de fotos íntimas da modelo Najila Andrade em junho do ano passado. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247