Narrador e comentarista que bajularam Bolsonaro apanham nas redes: 'é crime usar veículo estatal para autopromoção'

O narrador André Marques e o comentarista Márcio Guedes levaram duras críticas na internet depois de bajularem Jair Bolsonaro na TV Brasil durante o jogo Peru x Brasil. "Isso é crime: uso de veículo estatal para autopromoção", afirmou o jornalista Luis Costa Pinto. "Márcio deixa a profissão saindo pela porta dos fundos", disse o colega de profissão José Trajano

André Marques, Márcio Guedes; em menor destaque Luis Costa Pinto e José Trajano
André Marques, Márcio Guedes; em menor destaque Luis Costa Pinto e José Trajano (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Luis Costa Pinto criticou o narrador André Marques e o comentarista Márcio Guedes, depois que ambos bajularam Jair Bolsonaro na transmissão pela TV Brasil do jogo Peru 2 x 4 Brasil, nessa terça-feira (13), em jogo válido pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa de 2022. 

"Aos 42' 1°t de Peru x Brasil o narrador da TV estatal manda 'um abraço para o presidente Jair Bolsonaro, que está nos assistindo'. Depois, Márcio Guedes fala das preferências clubísticas do asno. Isso é crime: uso de veículo estatal para autopromoção", disse o jornalista no Twitter. 

Na transmissão, o narrador André Marques mandou "um abraço especial para o presidente Jair Bolsonaro, que está assistindo ao jogo. Um abraço presidente". Depois o comentarista Marcio Guedes lembrou que "o presidente torce para o Palmeiras, em São Paulo, e para o Botafogo, no Rio".

De acordo com José Trajano, o jornalismo esportivo, sua área de atuação, "se despediu ontem de André Marques, narrador, e do vetusto comentarista Márcio Guedes, que conheço desde a infância". "Depois de anos trabalhando juntos ou nos cruzando por aí, registro com pesar que Márcio deixa a profissão saindo pela porta dos fundos", disse.


 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email