Neymar é acusado na Justiça de planejar assalto armado a ativista LGBT

Agripino Magalhães entrou com processo no Tribunal de Justiça de São Paulo após denunciar supostas práticas de homofobia por parte de Neymar

Neymar Jr.
Neymar Jr. (Foto: Reuters/Christian Hartmann)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - O brasileiro Neymar está sendo acusado de planejar um assalto armado. A acusação acontece por parte do suplente de deputado estadual, Agripino Magalhães. O ativista dos direitos LGBTQI+ entrou com processo no Tribunal de Justiça de São Paulo contra o jogador do PSG e da Seleção Brasileira após denunciar supostas práticas de homofobia por parte de Neymar. A informação é do site IG.

Davi de Paiva Costa Tangerina, advogado do jogador, também é citado na ação, acusado de fazer ameaças de morte a Agripino. O ativista requer que Neymar seja condenado e pede também uma indenização por danos morais no valor de R$ 1 milhão.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email