Neymar se torna o segundo maior artilheiro da história da seleção, superando Ronaldo Fenômeno

Com 64 gols pela seleção, Neymar supera Ronaldo, ficando atrás apenas de Pelé

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - Neymar ultrapassou Ronaldo "Fenômeno" e chegou ao segundo lugar, atrás apenas de Pelé, na lista de artilheiros da seleção brasileira de todos os tempos, depois de marcar três gols na vitória por 4 x 2 sobre o Peru na noite de terça-feira (13), em partida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, na capital em Lima.

O atacante do Paris Saint-Germain tem agora 64 gols, dois a mais que Ronaldo e 13 atrás de Pelé, que encabeça a lista com 77, de acordo com a contagem da Fifa.

O técnico da seleção brasileira, Tite, estava relutante em comparar sua estrela atual com grandes nomes do passado.

"É injusto fazer comparações", disse ele. "O que posso dizer é que o Neymar tem essa imprevisibilidade. Ele é o arco e a flecha, ele é um jogador que tanto faz como se arrisca. E ele fica cada vez melhor e mais maduro."

Ontem (13), Neymar igualou e depois ultrapassou Ronaldo com dois pênaltis, antes de marcar o 64º gol durante os acréscimos no Estádio Nacional de Lima.

O jogador de 28 anos comemorou segurando o número nove com as mãos no que parecia ser uma homenagem a Ronaldo, ex-atacante do Barcelona, ​​Real Madrid e Corinthians.

Neymar, que estreou pela seleção brasileira 2010, marcou 64 gols em 103 jogos.

Confira a tabela de classificação das Eliminatórias da Copa do Catar 2022.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email