Pogba desmente fake news, negando que deixará seleção francesa após fala islamofóbica de Macron

O meio-campista chama de “inaceitável” matéria do tabloide inglês The Sun

Meio-campista Paul Pogba, do Manchester United. 24/10/2020
Meio-campista Paul Pogba, do Manchester United. 24/10/2020 (Foto: OLI SCARFF/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Paul Pogba, meio-campista francês do Manchester United e da seleção francesa, desmentiu na manhã desta segunda-feira (26) uma fake news publicada no tabloide inglês The Sun, que diz que o jogador teria decidido não defender mais a equipe nacional após os comentários islamofóbicos do presidente francês, Emmanuel Macron.

A polêmica teve origem na fala de Macron que associou o islamismo ao terrorismo, após a decapitação do professor Samuel Paty por um terrorista ofendido com a publicação de imagens do profeta Maomé. 

O Islã é a segunda maior religião da França, e Pogba é um praticante. 

Confira abaixo o tweet de Pogba condenando o The Sun

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247