Primeiro-ministro australiano ameaça barrar do país tenista que recebeu 'isenção médica' da vacina

Novak Djokovic precisa provar as razões pelas quais recebeu uma isenção médica para jogar o Australian Open sem estar vacinado contra a Covid-19

www.brasil247.com - Novak Djokovic
Novak Djokovic (Foto: Novak Djokovic)


247 - O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse nesta quarta-feira (5) que o tenista Novak Djokovic pode ser barrado de entrar no país se não puder provar as razões pelas quais recebeu uma isenção médica para jogar o Australian Open sem estar vacinado contra a Covid-19.

O torneio começa no dia 17 de janeiro e o tenista sérvio deve chegar na Austrália já na noite desta quarta. Seu anúncio de que havia recebido uma isenção médica provocou indignação na cidade de Melbourne, que sofreu um longo lockdown e vive um surto da variante Ômicron. 

O primeiro-ministro sugeriu que a participação de Djokovic ainda não está confirmada e que ele terá que dar satisfações ao governo federal, que é responsável pelas fronteiras e vistos internacionais e não fez parte do processo de concessão da isenção, responsabilidade do governo estadual de Victoria. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Se essa evidência for insuficiente, ele não será tratado de forma diferente de ninguém e estará no próximo avião para casa. Não deveria haver regras especiais para Novak Djokovic. Absolutamente nenhuma", disse Morrison em entrevista coletiva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email