CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Esporte

Rua em homenagem a Sócrates é inagurada com críticas a Neymar: 'regime democrático ou ditadura'

A cerimônia foi marcada pela cobrança a atletas do presente a se posicionarem pela defesa de valores como a democracia

Evento com a presença de Raí, irmão de Sócrates, e do presidente da Embratur, Marcelo Freixo (Foto: Renato Vaz / Embratur)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Por Brasil de Fato | São Paulo (SP) - "Precisamos mais do que nunca combater a ameaça que paira sobre nós." Foi assim que Raí sintetizou o momento político do Brasil e da França com o avanço da extrema-direita. O ex-jogador do São Paulo, PSG e Seleção Brasileira foi um dos presentes na inauguração da rua Doutor Sócrates neste sábado (30), em Saint-Ouen, nas proximidades de Paris, no coração da Vila Olímpica.

A homenagem a Sócrates acabou se tornando também um ato em defesa da democracia, com a presença de políticos franceses e brasileiros, além de representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), artistas e familiares do ex-jogador do Corinthians.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Participaram da inauguração Amélie Oudéa-Castéra, ministra dos Esportes da França, e o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, representante do governo Lula.

Em sua fala, Raí, irmão de Sócrates e ídolo do PSG em Paris, reforçou que "as ideias de democracia e justiça" se eternizam com o ato. "Há 40 anos, ele afirmou que não deixaria o Brasil se houvesse eleições diretas. Hoje, suas ideias vão muito além do Brasil. O mundo está em perigo e mais do que nunca precisamos de suas ideias", colocou o ex-jogador.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em clara referência ao movimento das Diretas Já, nos anos 80, o irmão de Sócrates completou: "Precisamos de um novo Anhangabaú".

O evento foi marcado pela cobrança a atletas do presente a se posicionarem pela defesa de valores como a democracia. O prefeito Karim Bouamrane da cidade de Saint-Ouen, por exemplo, não esboçou nenhuma cautela ao fazer críticas ao brasileiro Neymar, que defendeu as cores do principal clube de Paris nos últimos anos.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Precisamos fazer escolhas. Ou é Sócrates ou é Neymar. Ou é a democracia ou é a ditadura. Ou é amor ou é ódio", declarou Bouamrane em sua fala. "Sócrates era o capitão da seleção. Mas levava os valores da democracia e da liberdade", completou o prefeito durante o momento da inauguração da rua.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO