CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Esporte

Rússia condena postura hostil da prefeita de Paris em relação a atletas olímpicos

A prefeita socialista de Paris disse que atletas russos e bielorrussos não são bem-vindos

A socialista Anne Hidalgo, prefeita de Paris (Foto: Ludovic Marin/Pool via REUTERS)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Moscou poderia potencialmente boicotar certos produtos franceses, alertou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia neste domingo (31), após a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, dizer que atletas russos e bielorrussos não eram "bem-vindos" nos próximos Jogos Olímpicos.

"Você acha que talvez devêssemos selecionar alguns produtos franceses que agora estão amplamente representados na Rússia e anunciar que 'eles não serão bem-vindos'?" - questiona Maria Zakharova, porta-voz da chancelaria russa em seu canal no Telegram.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A prefeita da capital francesa, que sediará as Olimpíadas em julho e agosto, fez seus comentários na semana passada durante uma viagem a Kiev, onde visitou um centro de treinamento para atletas ucranianos.

"Quero dizer aos atletas russos e bielorrussos que eles não são bem-vindos em Paris", disse ela, apesar de competidores de ambos os países estarem oficialmente autorizados a participar como neutros.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em resposta às palavras da prefeita, Zakharova observou que a Rússia tem "uma enorme seleção de [produtos] que podem ser usados para substituir uma série de produtos franceses".

Após o início do conflito na Ucrânia em fevereiro de 2022, o Comitê Olímpico Internacional (COI) recomendou que atletas da Rússia e de seu aliado próximo, Belarus, não deveriam ser autorizados a competir em eventos internacionais. Em dezembro do ano passado, o órgão decidiu que um número limitado de pessoas dos dois países poderia participar das Olimpíadas como AINs (atletas individuais neutros).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

No início deste mês, o organismo internacional anunciou que o número máximo de russos que podem se qualificar para os Jogos de Paris é de 55, enquanto Belarus está limitado a 28 atletas. No entanto, de acordo com o diretor do COI, James Macleod, é improvável que as equipes atinjam as cotas, com cerca de 36 atletas russos e 22 bielorrussos esperados para os jogos.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a decisão do COI "destrói os ideais olímpicos e discrimina os interesses dos atletas olímpicos". As restrições são "absolutamente contrárias a toda a ideologia do movimento olímpico", acrescentou.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO