STJD absolve Carol Solberg por "Fora, Bolsonaro"

Carol Solberg havia sido multada em R$ 10 mil em primeira instância por se manifestar politicamente, punição que foi revertida em advertência. Agora, o STJD derruba a decisão

Carol Solberg
Carol Solberg (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do vôlei inocentou nesta segunda-feira (16) a atleta Carol Solberg por gritar em quadra, durante comemoração, "Fora, Bolsonaro", segundo Demétrio Vecchioli, do UOL.

Carol havia sido penalizada em primeira instância, mas a advertência foi derrubada. O julgamento ocorreu de forma virtual após recurso apresentado pela defesa da jogadora. O placar final ficou em 5x4 pela derrubada da punição.

O grito de "Fora, Bolsonaro" de Carol Solberg foi feito após partida que valia o bronze na primeira etapa da temporada do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia. Em julgamento em primeira instância, a atleta foi multada em R$ 10 mil, mas o valor foi revertido em advertência.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247