20 anos de revolução

O Abril pro Rock comemorar, neste fim de semana, o seu papel de plataforma musical e intercmbio cultural proposto h 20 anos no Recife; Hoje dia de Los Hermanos, uma das bandas que usou o trampolim artstico do festival

20 anos de revolução
20 anos de revolução (Foto: Montagem PE247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Beatriz Braga _PE247 - Há 20 anos, Chico Science e a Nação Zumbi subiam ao palco do Circo Maluco Beleza e cantaram para cerca de 1.500 pessoas em um domingo à tarde. Era a primeira edição do Festival Abril pro Rock e seu visionário, o produtor Paulo André Pires, provavelmente não imaginava que, a partir dali, mudaria o cenário musical pernambucano. Vitrine da revolução manguebeat e trampolim para a fama, o festival comemora, este ano, 20 outonos que entrou para a histórica do rock brasileiro. Mesmo dividindo o final de semana com outras atrações de grande porte, atingiu recorde de venda de 14 mil ingressos para esta sexta (20), com Los Hermanos como estrela da noite. No sábado, não vai ter Paul MccCartney ou Chico que levem embora os fãs dos Ratos do Porão. O festival começa hoje e se despede no domingo (22).

A edição deste ano está toda emblemática. A começar pelo quarteto barbudo, que muito deve ao Festival pelo prestígio nacional que ganhou e, assim como Ratos do Porão, foram e voltaram ao palco do Abril em momentos diferentes da vida artística. Virão, também, Otto e Mundo Livre SA, duas testemunhas oculares da edição de 1993. O Abril 2.0 traz, ainda, pela primeira vez em terras canarinhas, uma referência do Afrobeat internacional, a banda Antibalas.

Várias outras atrações estarão no aniversário do Festival para comemorar o trabalho feito desde os emergentes anos 1990. A incumbência de descobrir novos talentos, fazer intercâmbio das praças musicais do mundo afora e costurar esse elo que faz ir e voltar os sucessos cantados durante os últimos 19 anos.

O slogan inicial do projeto era autoexplicativo, “vá mesmo sem conhecer todas as bandas. Elas não conhecem você e vão”. Apesar de ter mudado de roupas ao longo dos anos e sofrido, em alguns momentos, com falta de patrocínio, o eco do Festival é conhecido nos quatro cantos do País. Quem gosta de música, conhece, e quem faz música, dá valor.

“Mangueboys e manguegirls, garotas e garotos da cidade do Recife. Cidade estuário. Fertilidade. O Mangue tem fertilidade. É hora de mostrar as unhas!”. Assim saudou o público, Chico Science na primeira edição do Abril. Parecia prever, com toda sua ciência, a efervescência cultural que subiria aos palcos similares de onde cantava. Hoje, 20 anos depois, o Festival pode dizer que em muito contribuiu para “a revolução musical” pregada ali, nos promissores anos 90.

Serviço:

Festival Abril pro Rock

Quando? 20, 21 e 22 de Abril

Onde? Chevrolet Hal

Quanto? Sexta: R$ 70 (meia) e R$ 80 (inteira) + 1 quilo de alimento | Sábado e Domingo: R$ 30 (meia) e R$ 40 (inteira) + 1 quilo de alimento

Mais informações: http//:www.abrilprorock.info

Programação Completa:

 

20 de abril

Los Hermanos (Rio de Janeiro)

A Banda Mais Bonita da Cidade (Paraná)

Tiberio Azul (Pernambuco)

Banda Bis Pro Rock

21 de abril

Exodus (Estados Unidos)

Brujeria (Mexico)

Cripple Bastards (Itália)

Ratos de Porão (São Paulo)

Hellbenders (Goiás)

Firetomb (Pernambuco)

Pandemmy (Pernambuco)

Leptospirose (São Paulo)

Test (São Paulo)

22 de abril

Antibalas (Estados Unidos)

Buraka Som Sistema (Portugal)

Nada Surf (Estados Unidos)

Otto (Pernambuco)

Mundo Livre SA (Pernambuco)

Leo Cavalcanti (São Paulo)

Ska Maria Pastora (Pernambuco)

Bande Dessinée (Pernambuco)

Strobo (Pará)

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email