A solidão política de Tasso Jereissati e do PSDB

O lançamento da pré-candidatura do PSDB ao cargo de governador do Ceará foi marcado pela "solidão política" de Tasso Jereissati. Aquele que já foi um dos políticos mais influentes do Ceará, lamentou ontem, em seu discurso de lançamento da candidatura do General Guilherme Theophilo, seu isolamento. “Eu, na minha vida política desde 1986, nunca estive tão só". O candidato ao governo, General Guilherme Theophilo preferiu criticar a classe política ao justificar seu desconhecimento pelo povo do Ceará. "Eu não sou conhecido da classe política. E dessa classe eu prefiro não ser conhecido. Agora, da classe de bem, aí sim, esses aí eu gosto e estou junto”

O lançamento da pré-candidatura do PSDB ao cargo de governador do Ceará foi marcado pela "solidão política" de Tasso Jereissati. Aquele que já foi um dos políticos mais influentes do Ceará, lamentou ontem, em seu discurso de lançamento da candidatura do General Guilherme Theophilo, seu isolamento. “Eu, na minha vida política desde 1986, nunca estive tão só". O candidato ao governo, General Guilherme Theophilo preferiu criticar a classe política ao justificar seu desconhecimento pelo povo do Ceará. "Eu não sou conhecido da classe política. E dessa classe eu prefiro não ser conhecido. Agora, da classe de bem, aí sim, esses aí eu gosto e estou junto”
O lançamento da pré-candidatura do PSDB ao cargo de governador do Ceará foi marcado pela "solidão política" de Tasso Jereissati. Aquele que já foi um dos políticos mais influentes do Ceará, lamentou ontem, em seu discurso de lançamento da candidatura do General Guilherme Theophilo, seu isolamento. “Eu, na minha vida política desde 1986, nunca estive tão só". O candidato ao governo, General Guilherme Theophilo preferiu criticar a classe política ao justificar seu desconhecimento pelo povo do Ceará. "Eu não sou conhecido da classe política. E dessa classe eu prefiro não ser conhecido. Agora, da classe de bem, aí sim, esses aí eu gosto e estou junto” (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O lançamento da pré-candidatura do PSDB ao cargo de governador do Ceará foi marcado pela "solidão política" de Tasso Jereissati.

Aquele que já foi um dos políticos mais influentes do Ceará, lamentou ontem, em seu discurso de lançamento da candidatura do General Guilherme Theophilo, seu isolamento. 

“Eu, na minha vida política desde 1986, nunca estive tão só. Só. Isso é inédito na história do Ceará e em outros estados do Brasil. Não existe isso. Estamos aqui apenas com esses dois partidos porque trouxemos o nosso candidato para não participar dessas negociações, porque não aceitaria”, afirmou Tasso no discurso.

Após lamentar o isolamento político, Tasso disse que estava fazendo o melhor pelo Ceará. "Nunca estive tão certo que estou fazendo melhor pelo Ceará".

Apenas o Pros, presidido hoje no Ceará pelo deputado estadual Capitão Wagner, fechou o apoio ao candidato tucano. MDB, SD e PSD que integravam a oposição a Camilo Santana já estão em conversações para aderir ao bloco governista e apoiar a reeleição do governador.

Já o candidato, General Guilherme Theophilo preferiu criticar a classe política ao justificar seu desconhecimento pelo povo do Ceará. “Conhecido eu sou no Ceará. Eu não sou conhecido da classe política. E dessa classe eu prefiro não ser conhecido. Agora, da classe de bem, aí sim, esses aí eu gosto e estou junto”.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247