Acidente afeta plataformas da Petrobras em Rio Grande

As amarras de duas plataformas em construção da Petrobras, a P-58 e P-63, se romperam devido aos ventos fortes que atingiram a cidade portuária de Rio Grande Grande nesta sábado, mas ninguém se feriu; entrega pode atrasar

Acidente afeta plataformas da Petrobras em Rio Grande
Acidente afeta plataformas da Petrobras em Rio Grande
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SÃO PAULO, 2 Fev (Reuters) - As amarras de duas plataformas em construção da Petrobras, a P-58 e P-63, se romperam devido aos ventos fortes que atingiram a cidade portuária de Rio Grande Grande nesta sábado, e as duas unidades acabaram se tocando, informou a estatal.

"Ninguém se feriu e ambas as plataformas já foram reposicionadas no cais" disse a Petrobras em nota, acrescentando que irá fazer uma inspeção para analisar a extensão dos danos.

A empresa também informou que constituiu uma comissão de investigação "para apurar os fatos e determinar as correções necessárias".

Não está claro se o incidente irá atrasar a implantação da P-58, que está prevista para começar a produzir no primeiro trimestre de 2014, no campo de Baleia Azul, onde a empresa já está produzindo petróleo do pré-sal.

A Petrobras disse nesta sexta-feira, antes das plataformas perderem as amarras, que a construção da P-63, que terá capacidade de produzir 140 mil barris por dia, está prevista para terminar em meados de 2013 e ser instalada no campo de Papa Terra, na Bacia de Campos.

Apesar dos projetos para quase triplicar sua produção até 2020, a Petrobras tem tido dificuldades para elevar a sua capacidade de produção nos últimos anos.

(Por Reese Ewing e Leila Coimbra; Edição de Raquel Stenzel)

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247